NOTÍCIAS
Data de Publicação: 14-05-2019

Barragem de Luiz Vieira é vistoriada pela Comissão do Meio Ambiente

Mais uma barragem foi vistoriada nesta segunda-feira (13) por engenheiros e pelo presidente da Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado estadual José de Arimateia (PRB). Agora, foi a vez da Barragem Luiz Vieira, situada no município baiano de Rio de Contas, localizado a 606 quilômetros de Salvador, que abastece diversas cidades baianas, a exemplo de Livramento de Nossa Senhora, Rio de Contas e Dom Basílio.

O cronograma aprovado pelo colegiado foi definido com base nas informações do relatório fornecido pela Agência Nacional das Águas (ANA), que classifica a Barragem de Luiz Vieira como uma das que apresenta risco de rompimento iminente. Após a vistoria, os engenheiros constataram que, caso não tenha uma manutenção emergencial pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), existe o risco de rompimento.

Segundo informações do engenheiro agrônomo e assessor técnico da Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da ALBA, Eduardo Macário, os problemas apontados no Relatório da ANA, cujos dados são de 2017, continuam sem a manutenção necessária. Durante a inspeção, ele verificou grandes erosões, quantidade densa de vegetação arbustiva e válvulas dispersoras funcionando inadequadamente, pois, com o sistema elétrico imperfeito, sua operação acaba sendo manual.

"Como o volume acumulado está muito baixo, a barragem de Luiz Vieira não apresenta risco, mas em caso de fortes chuvas, a situação pode se agravar com risco à integridade do equipamento. Para gerir o risco enquanto a manutenção não chega e em caso de fortes chuvas, deve-se abrir as válvulas ao máximo, evitando que o volume acumulado atinja o volume próximo à capacidade instalada", disse Macário.

Sempre atento aos assuntos referentes à segurança das barragens do estado da Bahia, o presidente do colegiado informou que, segundo o Dnocs, existe um valor estimado de R$ 3,2 milhões para a recuperação da barragem. Para cobrar maiores esclarecimentos acerca da manutenção das barragens do estado, o parlamentar garantiu que irá pessoalmente, no próximo dia 16 de maio, à sede do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), em Fortaleza. "Irei dialogar com representantes do órgão para saber qual a razão da letargia, pois existe recurso para os investimentos necessários. O meu objetivo é provocar uma mudança de cenário para a segurança de toda a população baiana", garantiu Arimateia.

Três barragens ainda serão vistoriadas na Bahia pela Comissão do Meio Ambiente. No próximo dia 20 de maio, a Barragem de Cipó, localizada no município baiano de Mirante, será inspecionada. Já no dia 23 de maio, será a vez da Barragem Tabua II, em Ibiassucê, e, por fim, em 30 de maio, a Barragem de Zabumbão, no município de Paramirim.

Até o presente momento, os parlamentares que integram a comissão já visitaram a Barragem de Araci, a RS1 e RS2, em Camaçari, situada na Região Metropolitana de Salvador (RMS), a Barragem de Afligidos, localizada no município baiano de São Gonçalo dos Campos, a Barragem de Rejeitos Mineração Caraíba S/A, em Jaguarari, a barragem de Apertado, em Mucugê, e a de Pinhões, em Juazeiro. (Agencia Alba).

Foto: AscomDep.Arimateia /AgênciaALBA

 

COMPARTILHE:
COLUNISTAS
PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade
TV ALBA

TV CÂMARA
LINKS
© 2006 - 2013 itamarribeiro - A Noticia Perto de Você – Itamar Ribeiro -Todos os direitos reservados
Editor: Itamar Ribeiro - (71) 9974-0449